Comerciante é baleado na zona norte de SP

Vítima levou um tiro do lado direito do peito após reagir ao assalto

Gustavo Ferreira, do estadão.com.br,

28 de abril de 2011 | 23h49

SÃO PAULO - Dois homens assaltaram uma mercearia na noite desta quinta-feira, 28, e balearam o dono do estabelecimento, na Rua Maraã, na Vila Medeiros, zona norte de São Paulo. Um deles conseguiu fugir. O outro, responsável por dois disparos contra a vítima, foi preso pela Polícia Militar.

O comerciante José Cavalcante da Rocha, de 42 anos, preparava-se para fechar o caixa de seu mercadinho quando, por volta das 19 horas e 30 minutos, um Palio azul escuro passou devagar pela porta. Rocha estranhou a movimentação. Instantes depois, um homem entrou no local apontando um revólver calibre 38 contra ele. Era Bruno Teixeira Pedrosa, de 30 anos, condenado a 10 anos de cadeia por roubo.

O ladrão - procurado pela Justiça desde uma saída que era para ser temporária - queria a motocicleta da vítima, estacionada na calçada. Logo depois, seu comparsa, motorista do veículo que rondava a região, também chegou, e pediu pela quantia do caixa. Rocha resistiu. Ao tentar impedir o assalto, levou um tiro no lado direito do peito. Outro disparo foi dado, mas não o acertou. A dupla pegou R$ 3 mil e saiu em disparada.

Uma viatura policial seguia pela Rua Astrapeia, próxima ao crime. Ao lado, passavam um homem correndo e um carro, em menor velocidade, para não gerar suspeitas. O soldado da PM Paulo César Pereira e a cabo Adriana Oliveira desceram do veículo e mandaram o corredor parar. Eles foram ignorados e teve início a fuga.

Pedrosa foi rendido em pouco tempo, mas, após ter sua arma tomada, conseguiu escapar. Cerca de 400 metros depois, foi novamente capturado. Está preso no 73.º Distrito Policial da cidade, em Jaçanã.

Somente R$ 235 foram recuperados. O restante ficou com o homem do veículo. A bala disparada no peito de Rocha saiu pelas costas. Ele está sob observação no Pronto Socorro de Jaçanã e passa bem.

Tudo o que sabemos sobre:
assaltocomerciantezona norte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.