Começam na 5ª multas a caminhão na Marginal

Prefeitura calcula que veto à circulação de veículos pesados reduzirá trânsito em 20%

Rodrigo Brancatelli, O Estado de S.Paulo

26 de agosto de 2010 | 00h00

Veto. Multa por andar na Marginal do Pinheiros e nas Avenidas dos Bandeirantes e Jornalista Roberto Marinho será de R$ 85, 12          

 

 

 

Em uma semana, a Marginal do Pinheiros e as Avenidas Bandeirantes e Jornalista Roberto Marinho terão diariamente 30 mil caminhões a menos, o que deve reduzir os índices de congestionamento em 20%. Essa, pelo menos, é a expectativa da Prefeitura e do governo Estadual com o início da fiscalização das novas regras de restrição aos caminhões na capital paulista, marcado para o dia 2 de setembro.

A partir da próxima quinta, caminhões pesados não poderão mais circular pela Marginal do Pinheiros e pelas Avenidas Bandeirantes e Jornalista Roberto Marinho entre o período das 5h e 21h. Aos sábados, a restrição dura das 10h às 14h. A Avenida Afonso D"Escragnole Taunay, na zona sul, que poderia servir de alternativa para os caminhões, também foi incluída na proibição.

A multa prevista é de R$ 85,12, além de quatro pontos na carteira de motorista. Caminhões menores e veículos que se enquadram em exceções publicadas ontem no Diário Oficial do Município (como socorro mecânico de emergência, caminhões de obras, de remoção de terra, transporte de caçambas e serviços de emergência) estão liberados para trafegar nesses locais - para isso, no entanto, eles precisarão fazer um cadastro no site da Prefeitura, o que enfureceu os donos de empresas de carga.

"Como assim as multas começam na quinta-feira? O secretário prometeu que ia nos consultar para fazer a regulamentação", disse Manoel Sousa Lima Júnior, presidente interino do Sindicato das Empresas de Transporte de Carga de São Paulo (Setcesp), ao saber da publicação da portaria. "Ele (o secretário dos Transportes, Marcelo Cardinale Branco) nem nos ouviu, ele falou que ia nos consultar."

Mais tarde, depois de receber um e-mail do secretário, Lima Júnior afirmou que vai esperar uma reunião na Secretaria dos Transportes, marcada para as 11h30 de hoje, antes de tomar decisão. "Não sei o que eles querem conversar agora, porque já parece que o negócio está pronto, decidido", afirmou. "Nem quero ir lá, estamos aborrecidos, mas vamos esperar. Mas não tem a menor chance de começar a multar no dia 2, não dá tempo de fazer o cadastro dos caminhões que podem circular até lá. O caminhão que vem uma única vez do Rio, de Campinas, de qualquer lugar do País, como ele vai se cadastrar?"

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) estima que cerca de 80% dos caminhões que atualmente usam as três vias devem deixar de atravessar a cidade no horário de restrição - os restantes são veículos menores ou enquadrados como "exceção". Atualmente, circulam por dia 26 mil caminhões na Marginal do Pinheiros e 9,5 mil na Avenida dos Bandeirantes. A CET ainda afirma que instalou um total de 753 placas de sinalização ao longo das vias e acessos para avisar os caminhoneiros - as proibições têm como objetivo fazer com que os motoristas de caminhões passem a usar o Trecho Sul do Rodoanel, inaugurado há quatro meses.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.