Hélvio Romero/AE
Hélvio Romero/AE

Começa, no TRT, audiência de conciliação entre grevistas e Metrô

Resultado da audiência será apresentado em assembleia que decide o futuro da greve

estadão.com.br,

23 de maio de 2012 | 12h47

São Paulo, 23 - Começou por volta das 12h30 desta quarta-feira, 23, a audiência de conciliação envolvendo representantes do Metrô e do Sindicato dos Metroviários de São Paulo, na sede do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, no centro da capital paulista.

Segundo informações do sindicato, representantes aguardam o resultado da audiência, que poderá resultar em um acordo entre os envolvidos, para depois apresentá-lo aos metroviários em uma assembleia que será realizada à tarde. A assembleia decide o rumo da greve do metrô de SP.

Nesta terça-feira, 22, o TRT determinou que 100% do efetivo deveriam trabalhar nos horários de pico, compreendidos entre 5h e 9h e 17h e 20h, e 85% nos demais horários. Também ficou determinada multa diária de R$ 100 mil em caso de descumprimento, em favor de entidades determinadas pelo Ministério Público do Trabalho.

Mais conteúdo sobre:
greve no metrô

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.