Filipe Araújo/AE - 19/01/2007
Filipe Araújo/AE - 19/01/2007

Começa nesta terça audiência sobre cratera do Metrô em Pinheiros

Funcionários do Consórcio Via Amarela e do Metrô serão ouvidos no TJ-SP

Solange Spigliatti, do Estadão.com.br,

27 de setembro de 2011 | 08h53

SÃO PAULO - Começa nesta terça-feira, 27, a primeira etapa para um eventual julgamento dos 13 envolvidos no caso da cratera do metrô, em Pinheiros, na zona oeste da capital paulista, acidente que matou sete pessoas em 2007. Entre os envolvidos, acusados por crimes contra a incolumidade pública, estão funcionários do Consórcio Via Amarela, responsável pela obra, e do Metrô.

A audiência de instrução, processo para apurar a responsabilidade criminal, será feita a partir das 14 horas, no Fórum regional de Pinheiros, e será presidida pela juíza Aparecida Angélica Correia. Serão ouvidas cinco testemunhas de acusação, divididas entre hoje, amanhã e quinta-feira. Segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo, outras três pessoas serão ouvidas por carta precatória em Minas Gerais, Goiás e Rio de Janeiro.

O acidente aconteceu no dia 12 de janeiro de 2007, quando uma grande cratera de 80 metros de diâmetro se abriu no meio da Rua Capri, engoliu carros, caminhões e ônibus e matou sete pessoas. Entre elas estavam cinco pedestres, um cobrador de ônibus e um motorista.

A Defesa Civil condenou 11 imóveis, 7 foram demolidos e 76 permaneceram interditados por várias semanas. Muitos nem chegaram a apresentar risco de desabamento, mas havia o receio de que a grua da obra caísse sobre as demais residências.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.