Comando da Rota sofre alteração

Tenente-coronel Nivaldo César Restivo assumirá o cargo do comandante Salvador Modesto Madia

O Estado de S. Paulo,

26 de setembro de 2012 | 19h02

SÃO PAULO - O governo de São Paulo trocou o comando da das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota). O tenente-coronel Nivaldo César Restivo assumirá o cargo do comandante Salvador Modesto Madia.

O motivo da mudança não foi informado. Madia, um dos réus do massacre do Carandiru, na zona norte, foi nomeado comandante da Rota em 22 de novembro de 2011. O massacre de 111 presos aconteceu no dia 2 de outubro de 1992.

Restivo deixa o comando do 4º Batalhão de Choque para assumir a Rota.

Várzea Paulista. A mudança ocorre 15 dias após policiais da Rota matarem nove suspeitos, em Várzea Paulista. Entre eles estavam oito acusados de compor um "tribunal" do crime organizado e um suposto estuprador.

A Polícia Militar alegou que os acusados morreram porque reagiram e a ação foi classificada como legítima pelo comandante-geral, coronel Roberval Ferreira França. Nenhum dos 40 policiais que participaram da ação ficou ferido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.