Com visto errado, 7 funcionários de Bill Gates têm de deixar País

Sete funcionários do fundador da Microsoft, Bill Gates, deixaram ontem Manaus de avião, após serem notificados pela Polícia Federal. Eles entraram no Brasil de barco, com vistos de turista. Segundo a PF, para trabalhar nos iates de Gates eles precisavam do visto temporário 2.

Liege Albuquerque / MANAUS, O Estado de S.Paulo

20 de abril de 2011 | 00h00

No sábado, os iates Kogo, onde Gates e família viajam há um mês por rios da Amazônia, e Silver Cloud, que leva funcionários, foram fiscalizados por agentes federais, que detectaram irregularidades. Não havia problema nos passaportes de Gates, da família e de outros funcionários, que seguiram viagem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.