Com um machado, jovem mata a mãe em Mairiporã

Ela teria se recusado a dar dinheiro para filho comprar droga; ele foi indiciado por homicídio qualificado

Ricardo Valota, estadão.com.br

16 Abril 2009 | 03h18

Suspeito de matar a mãe a machadas e esconder o corpo por nove dias, o ajudante-geral Damião Bispo de Souza, 19 anos, foi detido, por volta das 15h30 de quarta-feira, 15, após uma das irmãs dele e um sobrinho da vítima acionarem a polícia no Parque Petrópolis, em Mairiporã, na Grande São Paulo.

 

Segundo a polícia, o crime ocorreu no último dia 6, à noite, quando a aposentada Generina Senhorina do Carmo, 58, se recusou a dar mais dinheiro ao filho, viciado em crack. Ao ouvir um "não", ao contrário do que tinha ocorrido pela manhã, o rapaz armou-se com um machado, matou a mãe e escondeu o corpo na fossa existente nos fundos do imóvel. Os dias foram passando e os outros sete filhos da aposentada sentiram a falta dela.

 

A cada vez que era indagado, o rapaz, o único dos filhos que morava com Generina, dava uma resposta diferente para justificar a ausência da mãe. A última foi a de que a aposentada havia viajado. Nesta quarta-feira, uma das filhas, conversando com o jovem, sentiu um forte cheiro no quintal, foi até a fossa, remexeu a terra e encontrou o corpo da mãe. O rapaz, ao ser detido, confessou o crime e foi indiciado por homicídio duplamente qualificado - por motivo fútil e ocultação de cadáver.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.