APOGLBT/Divulgação
APOGLBT/Divulgação

Com show à noite, Parada Gay será 3h mais longa

Como acordo com Ministério Público proíbe uso da Paulista após 18h, encerramento será na República - e com previsão de chuva

Artur Rodrigues, O Estado de S.Paulo

31 Maio 2013 | 02h05

SÃO PAULO - Após três anos de fim de festa ainda com o dia claro, a Parada Gay de São Paulo vai voltar a ganhar a noite neste ano com um show de encerramento na Praça da República, na região central. A apresentação vai começar às 18h30 de domingo, 2, e acabar às 21h30. O tempo, porém, pode não ajudar: a previsão é de chuva a partir da tarde deste domingo.

A principal atração será a vencedora da primeira temporada do reality show The Voice Brasil, da TV Globo, Ellen Oléria. A cantora levou a namorada para apresentação no programa.

A parada já chegou a se estender até as 22h na Paulista. Mas, em 2007, a Prefeitura assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público que proíbe grandes eventos na avenida de ultrapassar o horário das 18h.

Com o veto da parada à noite na Paulista e sem shows de encerramento, o público passou a se dispersar cedo. Em 2011, chegou a ser anunciada a retomada da atração com show da cantora Wanessa Camargo, que foi cancelado. "Além do show da Ellen, outra atração será a cantora Mariene de Castro", disse o presidente da Associação da Parada do Orgulho LGBT, Fernando Quaresma. O palco ficará na Rua 24 de Maio, na esquina com a Praça da República.

Depois de ser classificada como "mais pobre" em 2012 por frequentadores antigos, a parada agora terá pelo menos três trios a mais do que no ano passado - passou de 14 para 17. A aposta da organização é que um deles fará toda a diferença, o da cantora Daniela Mercury, que neste ano anunciou seu casamento com uma mulher em uma rede social e será patrocinada pelo governo da Bahia.

A promessa é de um tom político e de protesto contra o presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, Marco Feliciano (PSC-SP). O tema da parada é Para o Armário Nunca Mais! União e Conscientização na Luta Contra a Homofobia.

Interdição. A concentração na Avenida Paulista está marcada para as 10h - horário em que começarão as interdições na região. Já na Praça da República, os bloqueios terão início ao meio-dia (veja acima). Por causa da parada, a ciclofaixa de lazer não será ativada na Paulista.

Mais conteúdo sobre:
parada gay

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.