Com ressalva, Teixeira vai assumir Secretaria do Verde

Liberado pelo próprio partido, o vereador Ricardo Teixeira (PV) vai assumir hoje como novo secretário do Verde e do Meio Ambiente, mesmo contrariado com as mudanças no programa de inspeção veicular já confirmadas pela gestão do prefeito eleito Fernando Haddad (PT). A proposta da nova administração é isentar veículos novos da fiscalização e torná-la bianual. Em reunião ontem com vereadores do partido, o presidente do PV paulistano, Carlos Camacho, disse que a sigla não vai defender o governo "em bloco" e que a decisão de Teixeira era pessoal.

BRUNO PAES MANSO, DIEGO ZANCHETTA, O Estado de S.Paulo

01 Janeiro 2013 | 02h02

Teixeira defende a manutenção do modelo atual da inspeção veicular anual. Para ele, os testes salvam vidas pois os carros que poluem em excesso o ar não podem ser licenciados. O vereador compara a inspeção ao cinto de segurança, na importância para salvar vidas. Mas Teixeira decidiu assumir o cargo para avaliar como serão as mudanças propostas pelo PT. "O Ricardo Teixeira segue na Prefeitura", confirmou o secretário de Governo, Antonio Donato (PT).

O próprio Camacho defende a composição com o governo, mas enfrenta resistências da direção nacional - o deputado federal Penna (PV), presidente do diretório nacional, é contra a ida de Teixeira para o governo, assim como a bancada do partido no Congresso Federal.

Camacho também liberou ontem o vereador Gilberto Natalini (PV) para tomar providências jurídicas contra a mudança da inspeção veicular. Para o vereador, o programa combate a poluição e as mudanças pretendidas por Haddad colocam em risco a saúde da população.

Opções. Teixeira foi o segundo nome do PV indicado por Haddad para a Secretaria do Verde, responsável pelo programa de inspeção veicular. Antes, o vereador Roberto Tripoli (PV) já havia declinado do cargo, duas semanas após ser confirmado pelo prefeito eleito.

Tripoli também apontou seu posicionamento favorável à inspeção como um dos motivos da recusa. Ele não foi localizado para comentar a possibilidade de o PV deixar o governo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.