Com Poupatempo, começa a 'Virada Social' em Paraisópolis

Inauguração acontece um mês depois do conflito detonado pela morte de um dos líderes do tráfico na favela

da Redação, estadao.com.br

02 Março 2009 | 15h33

A instalação de uma unidade móvel do Poupatempo próximo a Paraisópolis, começa a Virada Social na favela da zona sul da capital. O posto começou a funcionar nesta segunda-feira, 2, um mês depois do confronto entre manifestantes e policiais militares na Avenida Giovani Gronchi. O confronto foi detonado pela morte de Marcio Purcino e a prisão de Antonio Galdino de Oliveira, cunhado de Francisco Antonio Cesário da Silva, o Piauí, um dos líderes do PCC.   Veja também: Paraisópolis cresceu ignorada pelo poder público Paraisópolis passa por mudança  TV Estadão - O confronto com a PM  Galeria de fotos do confronto em Paraisópolis   Todas as notícias sobre o confronto     O posto ficará no local até o dia 14 de março, com atendimento de segunda a sexta-feira, das 9 às 17 horas, e aos sábados, das 9 às 13 horas. No local, serão emitidos documentos como RG, Carteira de Trabalho, Atestado de Antecedentes Criminais.   Além disso, mais de 2 mil serviços públicos eletrônicos estarão disponíveis. No e-poupatempo, será possível registrar Boletim de Ocorrência, consultar multas de trânsito, pontos na Carteira de Habilitação (CNH), débitos de IPVA, inscrição em concursos públicos e fazer a emissão de 2ª via de contas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.