Com placa ainda escondida, Marginal já tem radar

São cinco aparelhos na nova via e outros 17 instalados em diferentes regiões da cidade, a maioria na área central

Bruno Ribeiro, O Estado de S.Paulo

21 de julho de 2010 | 00h00

No lugar de placas de trânsito, pintura de faixas na via e instalação da iluminação pública, os primeiros equipamentos prontos para funcionar na Nova Marginal Tietê são os radares. Segundo portaria publicada ontem no Diário Oficial da Cidade, cinco equipamentos já estão prontos para multar motoristas que dirijam acima de 70 km/h. Mas, com tantas pendências, a Prefeitura afirmou, no fim da tarde, que as máquinas só serão ligadas após a conclusão da sinalização.

Os novos equipamentos fazem parte do maior lote de radares anunciados pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) neste ano. A portaria relaciona 22 aparelhos, em 17 pontos - a maior parte na região central e em corredores como as Avenidas dos Bandeirantes, 9 de Julho e São João - e uma lombada eletrônica (veja ao lado).

No caso da Marginal do Tietê, segundo a CET, os aparelhos já existiam e foram desligados durante a ampliação da pista, que começou no ano passado e ainda não terminou, apesar de a obra ter sido inaugurada em março. Os cinco equipamentos estão atualmente em três pontos da via. Em dois deles foram colocados nas pistas central e local. No terceiro apenas na pista central, que não existia antes da ampliação. A CET afirmou que há outros radares em funcionamento na Marginal, mas não tinha ontem como levantar os locais.

Nos três pontos onde estão os novos radares, já há placas informando que a via é monitorada por fiscalização eletrônica - exigência do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) para que as multas sejam válidas. Mas a reportagem observou que a maioria das placas está encoberta por plásticos pretos.

O prazo para que a sinalização seja concluída vence em uma semana: 28 de julho. A data foi definida pelo secretário municipal de Transportes, Marcelo Cardinale Branco, durante reunião com a promotora Maria Amélia Nardy Pereira no início do mês.

A ampliação da Marginal é uma obra gerenciada pela empresa estadual Desenvolvimento Rodoviário S/A (Dersa). A previsão era de que, com a reforma, houvesse troca da iluminação da via, com 1.800 novos postes. O plano está mantido, mas não há prazo para a conclusão desse serviço. Uma empresa ainda precisa ser contratada para fazer a instalação, mas a licitação só deve ser lançada em outubro.

LOCALIZAÇÃO DOS NOVOS EQUIPAMENTOS

50km/h

Praça Princesa Isabel

Altura do nº 68, sentido bairro/ centro, na faixa exclusiva de ônibus

Rua da Consolação

Altura do n° 913, no sentido bairro/centro, na faixa exclusiva de ônibus

Avenida São João

Altura do n° 2.139, no sentido bairro/centro, na faixa exclusiva de ônibus

Rua da Consolação

Altura do nº 1.272, no sentido centro/bairro, na faixa exclusiva de ônibus

Avenida Rio Branco

Próximo à Alameda Nothmann, sentido centro/bairro, na faixa exclusiva de ônibus

Avenida São João

Depois da Avenida Duque de Caxias, no sentido centro/bairro da via, na faixa exclusiva para ônibus

60km/h

Praça Princesa Isabel

Altura do nº 68, no sentido bairro/centro

Rua da Consolação

Altura do número 913, no sentido bairro/centro

Avenida Nove de Julho, 1.270

Sentido centro/bairro

Avenida São João, 2.139

Sentido bairro/centro

Rua da Consolação, 1.272

Sentido centro/bairro

Avenida Rio Branco

Próximo à Alameda Nothmann, no sentido centro/bairro)

Avenida São João

Após Avenida Duque de Caxias, no sentido centro/bairro

70km/m

Avenida Olavo Fontoura

Oposto ao nº 1.400, no sentido Marginal do Tietê/Santana

Marginal do Tietê

Após R. Leo Ribeiro de Moraes (sentido Castelo Branco), na pista central e local; após Ponte Julio de Mesquita Neto (sentido Ayrton Senna), na central; após Ponte da Casa Verde (sentido Ayrton Senna), na central e local

Avenida Moreira Guimarães Próximo à Avenida Aratãs, no sentido centro/bairro

Avenida dos Bandeirantes

Antes da Avenida Miruna, no sentido Imigrantes/Marginal do Pinheiros

Avenida Prestes Maia, 913

Sentido bairro/centro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.