Com perfil mais técnico, Blazeck chefiará Civil

Queda de Carneiro da Delegacia-Geral se deve à sua inabilidade política e declarações polêmicas à imprensa

Marcelo Godoy - O Estado de S. Paulo,

26 de novembro de 2012 | 02h06

Em meio à pressão causada pelo domingo violento e pela diminuição da aprovação de seu governo na cidade de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) e o seu novo secretário da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, definiram que a Polícia Civil será chefiada por Luiz Maurício Souza Blazeck. Com um perfil mais técnico, ele deve substituir Marcos Carneiro de Lima, que era conhecido como um delegado marcadamente operacional.

Blazeck esteve na sexta-feira à tarde no gabinete do secretário. Conversaram por 40 minutos. Durante o fim de semana, ele procurou amigos e começou a fazer contatos. Blazeck fez carreira em Sorocaba, onde foi delegado-seccional e diretor da polícia na região. É conhecido pela capacidade administrativa - foi diretor do Departamento de Administração e Planejamento (DAP) da Polícia Civil e estava na Academia da Polícia. Era o candidato preferido pelo grupo do ex-secretário da Segurança Pública e atual dos Transportes, Saulo Abreu.

Na Polícia Civil, o maior desafio da nova gestão será manter o estilo de trabalho de departamentos que têm, segundo o governo, boas estatísticas e prisões importantes realizadas, como o Departamento de Polícia Judiciária da Macro São Paulo (Demacro) e o Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), e corrigir aqueles com resultados mais fracos.

A decisão de retirar Carneiro da Delegacia-Geral havia sido tomada pelo governo antes de se pensar em mudar a direção da secretaria. Carneiro irritava o Palácio dos Bandeirantes com suas declarações à imprensa, que para muitos só colocavam mais lenha na fogueira. Reconhecido pelos méritos operacionais, Carneiro caiu por sua inabilidade política.

Mais conteúdo sobre:
polícia civiviolênciaSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.