Com nova frente fria, Prefeitura de SP vai montar tendas de apoio à população de rua

O frio piora até sexta-feira, 30, quando a mínima chega a 4°C. Gestão municipal prepara 817 novas vagas em abrigos e vai distribuir sopas, cobertores e agasalhos em cinco pontos da cidade

Marianna Gualter - O Estado de S.Paulo

SÃO PAULO - A chegada de uma nova frente fria deve fazer a temperatura cair em São Paulo a partir desta quarta-feira, 28, quando a mínima desce para 10°C. Com a previsão de frio intenso para os próximos dias da semana, a Prefeitura determinou a criação de uma força-tarefa para reforçar o acolhimento à população em situação de rua.  

Segundo o prefeito Ricardo Nunes (MDB), a partir de quarta serão montadas cinco tendas em pontos estratégicos da capital para distribuição de sopas, cobertores, agasalhos e kits de higiene. A previsão é fornecer cerca de 5 mil pratos por noite, além de distribuir 3,2 toneladas de agasalhos e cobertores obtidos em uma parceria com a Cruz Vermelha. 

As tendas também contarão com atendimento médico fornecido por equipes do programa Consultório na Rua, iniciativa da pasta municipal de saúde com o centro social Nossa Senhora do Bom Prato. Além disso, serão disponibilizados ônibus para o transporte até os centros de acolhida pernoite da Prefeitura. 

Continua após a publicidade

Moradores de rua na Av. General Olímpio da Silveira, próxima ao cruzamento com a Av. Angélica, no centro de São Paulo Foto: Daniel Teixeira/Estadão

Os endereços serão localizados na Praça da Sé, Praça Princesa Isabel (Luz), Praça Barão de Tietê (Mooca), Praça Salim Farah Maluf (Santo Amaro) e Praça Miguel Dell’erba (Lapa). A ação tem a participação da Secretaria Municipal de Direitos Humanos, Defesa Civil e Guarda Civil Metropolitana. 

Novas vagas em abrigos

A partir de quarta, a pasta municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) vai disponibilizar 817 novas vagas para abrigar a população em situação de rua. Localizadas em diversos centros de acolhida pela cidade, elas serão somadas às 340 já disponíveis em decorrência da Operação Baixas Temperaturas. 

Segundo a Prefeitura, desde o começo da operação, em maio, mais de 15 mil acolhidas já foram realizadas. 

Mínima chega a 4°C nesta sexta

Já nesta terça, 27, a cidade de São Paulo começa a sentir os efeitos de uma intensa massa polar que chega do Sul do País. Apesar da sensação de calor ainda predominar durante o dia, a temperatura cai de noite e ocorrem pancadas de chuva. 

Na quarta, a mínima é de 10°C e máxima de 16°C. Até o fim da semana, o Climatempo prevê que a cidade alcance o recorde de frio em 2021. Os termômetros devem marcar 4ºC no amanhecer de sexta, 30, com previsão de geada.  

O frio continua no sábado, com temperaturas variando entre 7°C e 19°C, e vai embora no domingo, com o retorno da mínima ao patamar de 14°C e máxima de 23°C. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Com nova frente fria, Prefeitura de SP vai montar tendas de apoio à população de rua

O frio piora até sexta-feira, 30, quando a mínima chega a 4°C. Gestão municipal prepara 817 novas vagas em abrigos e vai distribuir sopas, cobertores e agasalhos em cinco pontos da cidade

Marianna Gualter - O Estado de S.Paulo

SÃO PAULO - A chegada de uma nova frente fria deve fazer a temperatura cair em São Paulo a partir desta quarta-feira, 28, quando a mínima desce para 10°C. Com a previsão de frio intenso para os próximos dias da semana, a Prefeitura determinou a criação de uma força-tarefa para reforçar o acolhimento à população em situação de rua.  

Segundo o prefeito Ricardo Nunes (MDB), a partir de quarta serão montadas cinco tendas em pontos estratégicos da capital para distribuição de sopas, cobertores, agasalhos e kits de higiene. A previsão é fornecer cerca de 5 mil pratos por noite, além de distribuir 3,2 toneladas de agasalhos e cobertores obtidos em uma parceria com a Cruz Vermelha. 

As tendas também contarão com atendimento médico fornecido por equipes do programa Consultório na Rua, iniciativa da pasta municipal de saúde com o centro social Nossa Senhora do Bom Prato. Além disso, serão disponibilizados ônibus para o transporte até os centros de acolhida pernoite da Prefeitura. 

Continua após a publicidade

Moradores de rua na Av. General Olímpio da Silveira, próxima ao cruzamento com a Av. Angélica, no centro de São Paulo Foto: Daniel Teixeira/Estadão

Os endereços serão localizados na Praça da Sé, Praça Princesa Isabel (Luz), Praça Barão de Tietê (Mooca), Praça Salim Farah Maluf (Santo Amaro) e Praça Miguel Dell’erba (Lapa). A ação tem a participação da Secretaria Municipal de Direitos Humanos, Defesa Civil e Guarda Civil Metropolitana. 

Novas vagas em abrigos

A partir de quarta, a pasta municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) vai disponibilizar 817 novas vagas para abrigar a população em situação de rua. Localizadas em diversos centros de acolhida pela cidade, elas serão somadas às 340 já disponíveis em decorrência da Operação Baixas Temperaturas. 

Segundo a Prefeitura, desde o começo da operação, em maio, mais de 15 mil acolhidas já foram realizadas. 

Mínima chega a 4°C nesta sexta

Já nesta terça, 27, a cidade de São Paulo começa a sentir os efeitos de uma intensa massa polar que chega do Sul do País. Apesar da sensação de calor ainda predominar durante o dia, a temperatura cai de noite e ocorrem pancadas de chuva. 

Na quarta, a mínima é de 10°C e máxima de 16°C. Até o fim da semana, o Climatempo prevê que a cidade alcance o recorde de frio em 2021. Os termômetros devem marcar 4ºC no amanhecer de sexta, 30, com previsão de geada.  

O frio continua no sábado, com temperaturas variando entre 7°C e 19°C, e vai embora no domingo, com o retorno da mínima ao patamar de 14°C e máxima de 23°C. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Atualizamos nossa política de cookies

Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.