Com medo, lojista tira faixa de protesto em Sorocaba

Para criticar a falta de segurança, comerciante pendurou frase na porta da loja, mas agora teme represálias de assaltantes

SOROCABA, O Estado de S.Paulo

22 Outubro 2011 | 03h01

Com medo de sofrer represálias de bandidos, o comerciante Fábio Lima, de 22 anos, mandou retirar a faixa que havia colocado na entrada de sua loja, em Sorocaba, a 92 km de São Paulo, pedindo aos ladrões que se organizassem para roubar o estabelecimento.

O protesto durou apenas dois dias. "Achei melhor tirar para não dar motivo para eles. Os bandidos podem enxergar como uma afronta e querer se vingar."

A loja de acessórios para motos fica na Avenida Afonso Vergueiro, no centro da cidade. Só neste ano, foi assaltada três vezes, duas na semana passada. Lima mandou fazer a faixa com os dizeres: "Srs. Ladrões e Assaltantes. Como esta avenida está abandonada e a segurança pública é de mintirinha (sic), por favor, queiram se organizar para todos não virem ao mesmo tempo."

Outros comerciantes da avenida também reclamam dos assaltos. Segundo a Polícia Militar, foram registrados 83 furtos e 36 roubos na Avenida Afonso Vergueiro neste ano. A corporação afirma que reforçou o policiamento, colocando viaturas em pontos estratégicos. Em toda a cidade, de janeiro a agosto, foram 1.358 roubos e 4.987 furtos. / J.M.T.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.