Com manancial em 10%, município de Itu amplia racionamento de água

A concessionária Águas de Itu aumentou em quatro horas o período de corte de fornecimento no município desde quarta-feira

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

08 Maio 2014 | 21h26

SOROCABA - A concessionária Águas de Itu, responsável pelo abastecimento dos 155 mil moradores da cidade na região de Sorocaba, aumentou em quatro horas o período de corte de fornecimento no município desde quarta-feira. Desde janeiro a água chegava nas casas das 16h às 8h; agora, é só das 18h às 4h. A empresa alega que o objetivo da medida é recuperar os mananciais, que estão com 10% da capacidade. Também foi reforçada a campanha para economia de água.

No município de Pereiras, na região de Itapetininga, o serviço de saneamento está distribuindo água com excesso de flúor, já que não tem condições de manter a captação no Ribeirão das Conchas, praticamente seco.

Segundo o prefeito Flávio Paschoal (DEM), os moradores foram orientados a usar a água só para a limpeza doméstica, já que, se ingerido em excesso, o flúor faz mal à saúde. "Estamos sendo multados pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), mas é a única forma de não deixar a cidade sem abastecimento."

Piracicaba também está ameaçada de racionamento por causa da baixa vazão do Rio Corumbataí. Na região de Campinas, a Companhia de Saneamento Básico de São Paulo (Sabesp) estendeu de seis para 11 municípios o bônus de 30% na conta para o consumidor que reduzir em ao menos 20% o consumo de água.

Mais conteúdo sobre:
abastecimento Itu racionamento água

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.