Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Com maior volume do ano, Rio Piracicaba fica perto da média

Vazão foi a 172 mil litros por segundo nesta sexta-feira, 6, e profundidade ficou apenas 10 centímetros abaixo do normal

Rene Moreira, Especial para o Estado

07 Fevereiro 2015 | 19h21

Com a chuva intensa do dia anterior, o Rio Piracicaba teve seu melhor nível de 2015 nesta sexta-feira, 6, com a vazão atingindo 172,37 mil litros por segundo ao meio-dia no trecho que passa pela cidade de Piracicaba (SP). O manancial, um dos principais no abastecimento do Sistema Cantareira, ficou a apenas 10 centímetros do nível de profundidade esperado para esta época do ano.

Mais uma vez as águas voltaram a cobrir as pedras que nos últimos meses têm ficado às vistas em razão da estiagem. O rio foi a 2,5 metros de profundidade e a vazão ficou apenas 12% abaixo da média. O Piracicaba chegou a atingir em 2014 o pior volume em 30 anos, sendo o monitoramento diário realizado pelo Sistema de Telemetria do Consórcio das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ).

Após bater o recorde do ano durante o dia, a vazão nesta sexta-feira voltou a cair depois e no início da noite já estava em 152 mil litros de água por segundo, quando deveria em situação normal marcar 195 mil litros por segundo. A expectativa é de que em fevereiro continue a chover o suficiente na região para manter o rio pelo menos perto da média.

De acordo com o Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC), a chuva deve continuar em Piracicaba até este domingo, 8.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo crise da água Rio Piracicaba

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.