Com Fórmula Indy adiada, CET mantém bloqueios em São Paulo

Trânsito deve ficar ruim para o paulistano na manhã desta 2ª por causa das interdições na Marginal do Tietê

Edison Veiga e Gustavo S. Ferreira, Estadão.com.br

01 de maio de 2011 | 20h21

SÃO PAULO - O adiamento da prova paulistana da Fórmula Indy para a manhã desta segunda-feira, 2, pegou a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) de surpresa e deve ser uma dor de cabeça para o paulistano que precisar enfrentar o trânsito no horário. Parte da pista local da Marginal do Tietê continuará interditada, sem previsão de horário de liberação.

 

Veja também:

blog Acompanhe a situação do trânsito na cidade

linkPrevisão de chuva durante a prova na 2ª

blog Velocidade SP - Tudo sobre a Indy 300

 

Na última sexta, só por causa da montagem e preparação para a prova, as complicações já foram grandes na Marginal do Tietê: a via registrou 10 km de congestionamento no sentido Castelo Branco - em toda a zona norte foram 69 km.

 

Diretores da CET reuniram-se no final da tarde de ontem para definir os detalhes da operação. A possibilidade de adiamento da prova, prevista no regulamento da Fórmula Indy, não foi cogitada durante o planejamento inicial pelos técnicos da companhia. A corrida estava prevista para ser realizada nesta tarde. Após forte chuva, houve largada, interrupção, relargada e nova interrupção. A organização da Indy chegou a divulgar, por meio do Twitter oficial, que a prova seria adiada para às 14h. Depois, ela foi remarcada para as 9h.

 

Antes do adiamento, o prefeito Gilberto Kassab e o presidente da São Paulo Turismo (SPTuris), Caio Carvalho, afirmaram que a corrida traz benefícios para a cidade. "Esses eventos aquecem a economia local, geram empregos e dão visibilidade internacional à cidade", afirmou o prefeito. "A estimativa é de que a Indy gere uma receita de R$ 90 milhões. Uma quantia que cobre com sobras os investimentos da Prefeitura, que foram da ordem de R$ 15,5 milhões", apontou Carvalho.

 

Interdições. O bloqueio de vias como a Avenida Olavo Fontoura e um trecho da pista local da Marginal do Tietê persistirá até o fim da competição. Ao seu término, previsto para depois das 11 horas da manhã, a CET pretende restabelecer a normalidade gradativamente. A central de gerenciamento de operações instalada na Praça Campo de Bagatelle desde sexta-feira também será mantida.

 

Estão interditados, inclusive, ambos os sentidos das ruas Professor Milton Rodrigues, Professor Luciano Prata e Doutor Melo Nogueira; e a Rua Marssinet Sorcinelli, entre a Marginal do Tietê e a Rua Marechal Leitão de Carvalho.

 

Fora isso, há interrupções parciais nas ruas Brazelisa Alves de Carvalho e Anita Malfatti. E a mão de direção na Rua Hermenegildo de Almeida foi invertida, entre a Rua Brazelisa Alves de Carvalho e a Avenida Braz Leme.

 

Atualizada às 20h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.