José Patricio/AE
José Patricio/AE

Com filas de carros, Guarujá terá Zona Azul

Proposta é criar pelo menos 2 mil vagas pagas, substituindo as gratuitas - a hora custará até R$ 2

Márcio Pinho, O Estado de S.Paulo

24 de abril de 2011 | 00h00

GUARUJÁ

O sol a pino em pleno feriado prolongado manteve as praias do Guarujá repletas de turistas no dia de ontem. A briga por espaço não acontece apenas na faixa de areia. Nas ruas e avenidas, motoristas enfrentam os congestionamentos típicos dos feriados e já se preparam para um novo desafio: a eliminação de vagas de estacionamento gratuitas em áreas comerciais e turísticas da cidade e a instituição da Zona Azul.

A prefeitura publicou em dezembro uma lei criando o estacionamento pago e faz na próxima quinta-feira uma audiência pública para discutir o tema. O planejamento é publicar em seguida a regulamentação da medida, que definirá quantas vagas serão criadas e onde. Estão na mira, entre outras, avenidas como a Puglisi e a Leomil - uma espécie de bolsão de estacionamento para quem vai a Pitangueiras. Quem for à cidade na próxima temporada já deverá se deparar com a modificação.

Tempo real

link Acompanhe a situação das estradas

 

A proposta é criar pelo menos 2 mil vagas pagas, substituindo as gratuitas - a hora custará entre R$ 1 e R$ 2. A criação da Zona Azul é discussão antiga na cidade. Uma lei de 2008 já a previa, mas não foi implementada. Era polêmica e previa cobrar o estacionamento apenas de veículos de fora, isentado os emplacados no Guarujá. Para a diretora interina de Trânsito e Transporte, Quetlin Scalioni, essa medida fere a Constituição. "Todos somos iguais perante a lei, sem distinção", diz ela, que justifica a criação da Zona Azul afirmando que motoristas paulistanos descem para o litoral na temporada e deixam seus carros parados no mesmo local por vários dias seguidos.

Ontem, a reportagem rodou por cerca de 30 minutos em ruas próximas da Praia de Pitangueiras sem encontrar uma única vaga para estacionar. Tampouco há oferta de estacionamentos particulares. A ideia da prefeitura é criar um sistema rotativo - assim, será permitido ocupar uma das vagas de estacionamento na área comercial por no máximo duas horas. Depois, o usuário deve buscar outra vaga, caso necessite. Na área turística, não haverá a necessidade de troca.

Trânsito. De acordo com a concessionária Ecovias, responsável pelo sistema Anchieta-Imigrantes, a volta do litoral deve ser realizada antes das 10h de hoje, quando o tráfego deverá se tornar mais intenso. No feriado, desceram para o litoral 342 mil veículos e, até às 22 horas de ontem, 162 mil já haviam regressado. Nesse horário, havia o registro de 17 quilômetros de lentidão no trecho de serra da Rodovia dos Imigrantes, e 15 quilômetros de tráfego lento na Rodovia Anchieta.

A HORA DE VOLTAR

Anchieta-Imigrantes

Recomendação é viajar antes das 12h. Operação Subida começa às 10h, em esquema 8x2.

Sistema Ayrton Senna-Carvalho Pinto

Viagem deve ser mais tranquila entre 0h e 14h.

Balsa São Sebastião- Ilhabela

Evitar os horários entre 10h e 13h e das 17h às 20h. Para marcar hora da travessia, acesse www.dersa.sp.gov.br.

Sistema Anhanguera-Bandeirantes

A recomendação é viajar também antes das 12h. O trânsito melhora após 23h de domingo.

Fernão Dias

Viagem deve ser mais tranquila até as 14h de domingo.

Dutra

Viaje antes das 12h ou depois das 20h.

Régis Bittencourt

Previsão de trânsito carregado entre 15 e 23 horas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.