Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Com enredo sobre sonhos, Império leva cores e magia ao Anhembi

As primeiras alas foram dedicadas ao mundo encantado das histórias infantis

Fabiana Cambricoli, Mônica Reolom, O Estado de S. Paulo

15 Fevereiro 2015 | 04h28

Quarta escola a entrar na avenida no segundo dia de desfiles do carnaval de São Paulo, a Império de Casa Verde abusou das cores e de personagens famosos para levar o mundo dos sonhos e dos sonhadores para o público que lotava o Anhembi na madrugada deste domingo, 15.

As primeiras alas da escola foram dedicadas ao mundo encantado das histórias infantis. Já na comissão de frente, Branca de Neve, Peter Pan, Aladdin e outros personagens da Disney introduziam a escola na avenida. Em seguida, alas trouxeram personagens de Monteiro Lobato, como Emília e Visconde de Sabugosa. Destacaram-se ainda na Império as inúmeras alas coreografadas, que fizeram até passos de reggae – alusão a Bob Marley, que, por meio de sua música, defendeu a paz.

Além do músico jamaicano, outras personalidades que lutaram pelo sonho de igualdade e paz foram lembradas pela agremiação da zona norte. O terceiro carro alegórico reproduziu imagens de Nelson Mandela e Zumbi dos Palmares. Na última alegoria, o sonho do carnaval foi retratado trazendo o brasão de todas as escolas de samba no carro e em uma ala de porta-bandeiras e mestres-sala.

Apesar de a Império encerrar o desfile apenas um minuto antes do tempo máximo permitido pelo regulamento, o diretor de carnaval da escola, Ribamar de Barros, disse que a passagem pela avenida foi tranquila e sem problemas técnicos. “Estávamos programados para uma boa evolução e o desfile foi dentro do esperado. Foi perfeito. A comunidade fez a parte dela e, se Deus quiser, vamos ser campeões.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.