Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Com chuva, saída de feriado e viadutos interditados, SP registra maior trânsito em 2019

Segundo dados da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a capital registrou 152 quilômetros de lentidão às 18h30, o maior índice deste primeiro mês de 2019; a média superior para o horário é de 144 quilômetros

Redação, O Estado de S.Paulo

24 Janeiro 2019 | 19h31

SÃO PAULO - Com chuva, saída para o feriado e viadutos nas Marginais bloqueados, o trânsito na cidade de São Paulo ficou acima da média durante a tarde desta quinta-feira, 24, e atingiu a maior marca deste primeiro mês de 2019. Entre as vias, o ponto mais crítico era o acesso da Marginal do Tietê à Rodovia Presidente Dutra, interditado desde a noite anterior.

Segundo dados da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a capital registrou 152 quilômetros de lentidão às 18h30, ou 17,6% do total de vias monitoradas, o maior índice deste ano. A média para o horário é entre 77 e 114 quilômetros.

Neste ano, o maior trânsito havia sido registrado na última terça-feira, 22, quando São Paulo chegou a ter 104 quilômetros de congestionamento às 17 horas. Já o recorde histórico aconteceu no dia 23 de maio de 2014, às 19 horas, com 344 quilômetros de lentidão. Ná época, motoristas e cobradores faziam paralisações na capital e Grande São Paulo.

Nesta quinta, o trânsito ficou acima da média a partir das 14 horas e só começou a baixar cinco horas depois, quando os medidores da CET indicaram tendência de queda. Às 19 horas, havia 120 quilômetros de lentidão. A média do horário é de 74 km a 117 km.

Oficialmente, a CET justificou que o trânsito seria reflexo das fortes chuvas que atingiram a capital à tarde e também da saída dos paulistanos para o feriado em comemoração ao aniversário de São Paulo. Entre as vias, a mais impactado foi a Marginal do Tietê, que liderou o ranking de morosidade.

Por volta das 19 horas, a Marginal reunia os três pontos mais críticos da cidade, todos na altura do acesso à Rodovia Presidente Dutra. Na quarta-feira, 23, a alça na pita expressa foi interditada após a Prefeitura detectar risco de desabamento. 

No sentido Rodovia Ayrton Senna, a pistas central, expressa e local registravam 9,4 km, 9,3 km e 9,2 km de tráfego lento, respectivamente. 

Com um viaduto interditado desde novembro, após parte da estrutura ceder, na frente do Parque Villa-Lobos, a Marginal do Pinheiros aparecia em segundo lugar no "ranking de trânsito" da CET. No sentido Rodovia Castelo Branco, a pista local tinha 8,1 km de lentidão a partir da Ponte do Jaguaré. Na expressa, a morosidade era de 7,4 km.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.