Com bota igual à de PMs, segurança é confundido e morto

O segurança Jeones Ferreira da Silva, de 47 anos, foi morto a tiros anteontem por dois homens em uma moto na região de Guaianazes, na zona leste de São Paulo. A vítima teria sido confundida com um policial militar, segundo a polícia. O motivo seria a bota que ele calçava - parecida ao coturno usado por PMs.

O Estado de S.Paulo

17 Novembro 2012 | 02h03

Silva voltava para casa quando foi atacado na Avenida José Pinheiro Borges, na altura da Rua Benedito Leite de Ávila. Ele trabalhava como auxiliar de merenda em uma escola pública e, nas horas vagas, fazia bico de segurança em uma farmácia.

Ao passar sob um viaduto da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), Silva foi abordado pelo motoqueiro e pelo garupa. Os desconhecidos teriam perguntado se ele era policial militar antes de atirarem duas vezes. Mesmo a vítima tendo afirmado que não era da PM, foi atingida pelos bandidos na cabeça e no peito.

O segurança ainda foi levado ao Hospital-Geral de Guaianazes, mas não resistiu. Registrado no 50º DP (Itaim Paulista), o crime é investigado pelo Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP). / RICARDO VALOTA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.