Colombiana causa confusão com falsa bomba em prédio de SP

Estudante colocou bomba em galeria comercial para explicar 'sensação do medo' em um trabalho acadêmico

Efe,

18 de junho de 2008 | 21h54

Uma estudante colombiana causou confusão nesta quarta-feira, 18, ao deixar uma falsa bomba em uma galeria comercial do centro de São Paulo na Rua Augusta, que foi fechada por algumas horas para facilitar o trabalho dos agentes do esquadrão antibomba. A emissora de TV Band relatou que a estudante foi identificada como Claudia Moreno. Ela se entregou para a polícia assim que ela chegou ao local, chamada por um segurança do pequeno centro comercial. A colombiana se identificou como aluna da Universidade de São Paulo (USP) e disse que a confusão ocorreu por causa de um trabalho acadêmico experimental para explicar a "sensação do medo" nas pessoas. Ela deixou uma maleta semi-aberta, com duas garrafas plásticas cheia de um líquido azul e fios, na porta do elevador da galeria e depois ficou num lugar estratégico com um laptop com webcam, para transmitir via internet a "reação das pessoas em perigo". O Grupo de Ações Táticas Especiais da Polícia chegou ao local e, apesar de Claudia ter se entregado e explicado que se tratava de um falso alarme, evacuou o prédio para realizar inspeção de rotina nestes tipos de caso.

Tudo o que sabemos sobre:
bombaRua AugustaUSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.