Colisão na BR-116 deixa 10 mortos e 2 feridos

Dez pessoas morreram e duas ficaram feridas após a colisão frontal, na madrugada de ontem, entre um caminhão e um micro-ônibus na BR-116, perto de Irajuba (BA). Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), as vítimas, ocupantes do veículo de passageiros, seguiam da região de Ribeirão Preto (SP), onde trabalharam no corte de cana, para São José da Tapera (AL). Ainda não se sabe quais as causas do acidente. O motorista do caminhão fugiu, mas fez contato com a PRF ontem.

O Estado de S.Paulo

17 de setembro de 2012 | 03h02

A médica Sônia Maria Santanna Stender, de 61 anos, foi assassinada com três tiros na Penha, na zona norte do Rio, na manhã de ontem. Pediatra do Hospital Estadual Getúlio Vargas, ela havia acabado de deixar a instituição, depois de cumprir o plantão de 24 horas. Ela dirigiu por cerca de três quilômetros, quando foi abordada por homens armados. Um dos criminosos disparou e ela levou um tiro na cabeça e dois no peito. A polícia investiga se foi uma tentativa de assalto ou se o crime teve outra motivação.

A onda de violência causada pelo tráfico que vitimou dez pessoas em Mesquita, na Baixada Fluminense, foi lembrada ontem em uma caminhada pela paz com 2 mil pessoas em Nilópolis, onde seis jovens mortos viviam. Os participantes vestiram branco. Os corpos foram achados em uma área do Exército, ao lado da Favela da Chatuba. Além dos corpos dos jovens, que iam para uma cachoeira, foram achados o de um cadete, um pastor, de outro homem e uma ossada não identificada.

Um sargento da Polícia Militar foi assassinado a tiros, na noite de anteontem, quando realizava um trabalho de segurança em um mercado no Parque São Paulo, em Araraquara, interior de São Paulo. Segundo a PM, por volta das 22h45, o sargento Adriano Simões da Silva, de 37 anos, foi atingido 17 vezes nas costas. Ele foi surpreendido por três homens armados, que ainda não foram localizados. Ninguém foi preso. A polícia vai avaliar gravações feitas pelas câmeras de segurança do local.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.