‘Código florestal’ de São Paulo é sancionado com sete vetos

Um dos vetos se refere à questão da compensação ambiental fora do Estado, que era criticada por ambientalistas

O Estado de S. Paulo

16 Janeiro 2015 | 00h21

SÃO PAULO - O Projeto de Lei 219, que institui o Programa de Regularização Ambiental (PRA) no Estado de São Paulo, foi sancionado nesta quinta-feira, 15, pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) com sete vetos. O PRA é exigido em todos os Estados pelo novo Código Florestal, aprovado em 2012. 

Um dos vetos se refere à questão da compensação ambiental fora do Estado, que era criticada por ambientalistas. “Nós vetamos isso porque pretendemos, na regulamentação, limitar a compensação ao Estado de São Paulo, o que nos ajuda na questão hídrica”, disse o governador.

Mais conteúdo sobre:
Código Florestal São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.