Cobrador atingido por tiro de fuzil está na UTI

O Hospital das Clínicas, onde foi submetido a cirurgia, afirma que o estado de saúde de Severino Pereira da Silva, de 66 anos, é estável

O Estado de S. Paulo

24 Julho 2014 | 16h36

São Paulo - O cobrador de 66 anos, ferido durante uma troca de tiros entre policiais e cinco suspeitos, está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital das Clínicas desde a manhã desta quinta-feira, 24. A assessoria do hospital informa que o estado de saúde de Severino Pereira da Silva, que levou um tiro de fuzil no abdome, é estável.

O crime aconteceu às 8h30 da última quarta-feira, 24, na frente do Shopping Villa-Lobos, na Marginal do Pinheiros, na zona oeste de São Paulo. Segundo a Polícia Militar, o veículo no qual o cobrador trabalhava - um ônibus intermunicipal que faz a linha 221, entre Vila Menck, em Osasco, e Pinheiros - foi atingido por um tiro de fuzil disparado por suspeitos que fugiam da polícia.

A perseguição começou quando policiais militares foram informados que cinco pessoas haviam assaltado uma casa na região do Alto do Pinheiros. Os assaltantes tentavam fugir em um veículo roubado, mas foram seguidos pelos policias na Marginal, sentido Rodovia Castelo Branco, onde houve a troca de tiros. Um deles atingiu Severino Pereira da Silva.

Ao meio-dia, o paciente havia sido levado ao centro cirúrgico do Hospital das Clínicas e só saiu pouco antes das 22h30, quando foi transferido para a sala de recuperação. A assessoria do hospital ainda não sabe informar detalhes sobre o procedimento cirúrgico a que o cobrador foi submetido

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.