Clube colocou sede à venda

A construção da arena para eventos é defendida pelo Jockey Club como uma forma de tentar diminuir a dívida de cerca de R$ 390 milhões que a instituição tem com a Prefeitura.

O Estado de S.Paulo

04 Maio 2013 | 02h03

Outra medida para tentar recuperar o prejuízo é a venda da sede social do clube, um prédio de 16 andares na Rua Boa Vista, região central. O leilão foi aprovado em assembleia em novembro. No mês passado, foi publicado o edital. O lance mínimo é de R$ 90 milhões.

O contrato de aluguel firmado entre o Jockey e a XYZ tem duração de quatro anos - prorrogáveis por mais quatro. A arena foi projetada de modo que possa receber shows de música, esportes e eventos corporativos. Em abril, o movimento de moradores procurou o Ministério Público, conforme noticiou a coluna Direto da Fonte em 26 de abril.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.