Filipe Araújo/AE
Filipe Araújo/AE

Classificação de vans como fretado gera protestos em SP

Carreata com 50 veículos de Santana até a Berrini provocou congestionamento na Marginal do Tietê

Solange Spigliatti, da Central de Notícias,

03 de agosto de 2009 | 08h20

As cerca de 50 vans participaram de um protesto pelas ruas da cidade na manhã desta segunda-feira, 3, provocando congestionamento pelas principais vias de São Paulo. Por volta do meio-dia, os veículos já haviam retornado à Praça Heróis da Força Expedicionária Brasileira, em Santana, após terem ido em carreata até à Avenida Luís Carlos Berrini, na zona sul da capital paulista.

 

Veja também:

link Kassab rebate críticas contra restrição de fretados

 

De acordo com a Polícia Militar, os motoristas protestavam contra a classificação de vans como veículo fretado. A passagem dos veículos provocou pontos de congestionamentos na cidade desde às 8 horas da manhã, quando o grupo saiu de Santana. Ao passarem pela Marginal do Tietê, por volta das 9h15, o congestionamento chegou a 19,2 km pela pista expressa da via.

 

A Zona Máxima de Circulação de Fretados (ZMCF) proíbe esses tipos de veículos de circular em uma área de aproximadamente 70 km² dentro do centro expandido das 5h às 21h. Desde quando a nova portaria entrou em vigor, vários protestos foram organizados por usuários e empresas de fretados, piorando as condições de trânsito na cidade.

 

Texto atualizado às 15h23 para acréscimo de informações.

Tudo o que sabemos sobre:
fretadosSPprotestovans

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.