Cindacta procura monomotor que está desaparecido desde a tarde de 2ª-feira

Aeronave era ocupada por dois empresários, um deles é morador de Ubatuba

Reginaldo Pupo, Especial para o Estado,

29 Janeiro 2013 | 18h24

UBATUBA - O Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta II) está monitorando o interior e o litoral norte de São Paulo na tentativa de localizar um avião monomotor que havia saído no início da tarde de segunda-feira, 28, de Ubatuba com destino a Rio Claro (SP). A aeronave era ocupada por dois empresários, de 31 anos, que haviam ido à cidade litorânea a passeio. Um deles, Marcos Teixeira Barros, é morador de Ubatuba.

O Cindacta II foi acionado pelo Aeroclube de Rio Claro assim que perdeu contato com os empresários. A Aeronáutica de Curitiba, que mantém jurisdição sobre a área, foi informada por volta das 18h de segunda-feira. Segundo a mãe de Barros, Wania Teixeira Barros, seu filho havia saído por volta do meio dia de Ubatuba. "O que sei é que eles não chegaram a Rio Claro e não entraram em contato, apesar do celular dele ter tocado durante todo o dia e ele não ter atendido".

Segundo ela, a família está tentando, judicialmente, obter a quebra do sigilo do aparelho na tentativa de rastreá-lo. "Espero que possa ajudar nas buscas, pois estamos muito preocupados". O avião seria experimental, e portanto, não teria obrigação de apresentar plano de voo, apenas contato, segundo a Força Aérea Brasileira (FAB). Esse tipo de aeronave tem, entre outras características, peso superior a 750 kilos, e o tripulante deve estar habilitado com uma licença no mínimo de PP (piloto privado), segundo a Associação Brasileira e Aviação Experimental (Abraex). A Aeronáutica tenta localizar, pelo interior paulista, algum aeroporto que possa ter recebido algum pedido de socorro.

As condições de tempo no trecho de serra no litoral norte impediram as primeiras buscas nesta terça-feira.

Mais conteúdo sobre:
Monomotor

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.