Cinco pessoas são mortas e seis são feridas à bala em 5 horas em SP

Na noite desta quarta-feira, 24, mais um policial militar foi assassinado na capital

Ricardo Valota, O Estado de S.Paulo

25 Outubro 2012 | 09h17

SÃO PAULO - A Grande São Paulo viveu mais uma noite violenta, com ao menos cinco mortos e seis feridos em cerca de cinco horas, entre 20h30 de quarta-feira e 1h30 desta quinta-feira, 25. Entre os mortos, está um policial militar, o soldado Gilmar Gabriel dos Santos, de 42 anos, baleado por um homem encapuzado por volta das 21h na região de Sapopemba, zona leste de capital paulista, quando voltava para casa.

Neste ano, ao menos 84 policiais militares foram mortos em todo o Estado,sendo que em 46 casos há indícios de execução.

Em torno do mesmo horário do assassinato do PM, um homem foi baleado nas costas no Capão Redondo, zona sul de SP, e encaminhado ao pronto-socorro do Campo Limpo, onde está internado.

Outra vítima fatal foi um homem que, supostamente, tentou assaltar um policial militar e a namorada no início da madrugada, em Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo. O agente estava à paisana, reagiu à abordagem e matou o criminoso. O parceiro do bandido conseguiu fugir.

Às 22h30, também em frente a um bar no Parque Santo Antonio, na zona sul de São Paulo, três pessoas foram atacadas a tiros por dois homens em uma moto, de acordo com a PM.

Evandro Cristiano Ribeiro de Araújo, 24 anos, morreu. Douglas Florêncio da Silva, de 20 anos, e um adolescente de 17 anos, também atingidos, foram encaminhados ao pronto-socorrro do Campo Limpo. O estado de saúde dos sobreviventes não foi informado. Nenhum dos três tinha passagem pela polícia.

Na zona norte de São Paulo, à 0h30, na Estrada do Corredor, uma mulher foi atingida por tiros disparados por motoqueiros. A vítima foi levada pela PM ao Hospital Geral de Taipas e o estado de saúde não foi informado.

Um pouco mais tarde, um morador da mesma via acionou a polícia porque havia um homem baleado na perna em seu quintal. O ferido também foi levado ao Hospital Geral de Taipas. A polícia não descarta relação entre esses dois crimes.

À 1h, de novo, segundo testemunhas, dois motoqueiros, que fugiram, mataram um homem na região de Pirituba, zona sul de São Paulo.

Na mesma zona, outra vítima fatal, com cerca de 35 anos, de acordo com a polícia, foi encontrada na rua, baleada na barriga e nas pernas. Os criminosos não foram identificados.

Na Cidade Líder, na zona leste de SP, três jovens que conversavam em frente à casa de um deles foram atacados a tiros por motoqueiros escoltados por um veículo, segundo a polícia. Um dos homens foi atingido na cabeça. Socorrido por PMs, ele foi levado ao Hospital Santa Marcelina, de Itaquera. O estado de saúde do rapaz é grave.

Mais conteúdo sobre:
violência

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.