Helvio Romero/Estadão
Helvio Romero/Estadão

Cinco pessoas permanecem presas após protesto em São Paulo

Segundo a PM, ao menos nove bancos da região central foram alvo de vândalos; veja a lista dos pontos destruídos

Luciano Bottini Filho, O Estado de S. Paulo

08 de outubro de 2013 | 11h03

SÃO PAULO - Após os protestos do Black Bloc no centro de São Paulo na noite de segunda-feira, 7, a Secretaria de Segurança Pública informou que cinco pessoas continuam presas no 3.º DP (Santa Cecília) na manhã desta terça, 8. Segundo balanço parcial da PM, foram detidas nove pessoas no 2.º DP (Bom Retiro).

De acordo com a PM, seis soldados e duas pessoas que estavam na manifestação ficaram feridos. A Polícia Militar constatou depredações em ao menos nove bancos da região central, nas Avenidas Rio Branco, Duque de Caxias e Ipiranga.

Veja abaixo a lista de pontos alvos de vandalismo.

Na Avenida Rio Branco:

Banco Bradesco, no número 112

Banco Santander, 128

Banco Santander, 410

Concessionária Santo Amaro, 60,

Minimercado Extra, 212

Hotel Rio Branco, 234

Viatura da Polícia Civil

Na Avenida Duque de Caxias:

Banco Itaú, número 396

Banco Santander, 440

Banco Santander, 200

Caixa Econômica Federal, 134

Na Avenida Ipiranga:

Loja de roupas, 858

Banco Santander, 282

Banco Santander, 884

Habib's, 794

McDonald's 764

Mais conteúdo sobre:
protestosSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.