Cinco perguntas para...Tibor Rabóczkay

Coordenador do USP Convive, projeto que visa a cuidar de animais abandonados no câmpus

Ana Bizzotto, O Estado de S.Paulo

12 de maio de 2010 | 00h00

1. Em que consiste o trabalho do USP Convive e do Patinhas Online?

Recolhemos e cuidamos de cães abandonados no câmpus da USP e os encaminhamos para adoção. A USP dá o espaço e a ração, e o Patinhas Online, que reúne 1.600 voluntários, auxilia com os cuidados e divulga no site (www.patinhasonline.com.br) as fotos e informações dos animais abrigados no canil.

2. Como está a situação do canil após a ameaça de desativação?

A ameaça foi afastada, mas ainda não há garantia de continuarmos gerenciando o projeto. Além de desativar o canil, o conselho gestor quer encaminhar os cães a ONGs. Não há necessidade. Todo o projeto de reforma deles é de atividades que já executamos.

3. Quais dificuldades o abrigo enfrenta?

Precisamos de um canil maior e de uma sala para atividades como castração gratuita. Temos 110 cães, mas ainda há outros soltos porque falta espaço.

4. Há muitos cães abandonados na cidade de São Paulo?

Sim, principalmente no fim de ano. Tem gente que viaja, não quer gastar com hotel para o cão e o abandona no câmpus ou na rua.

5. Como deve proceder quem quer adotar?

A pessoa pode ver o site e visitar o canil (11 3091-4591). Antes da adoção, o cão é castrado, vermifugado e vacinado. Há uma triagem cuidadosa para escolher o novo dono. /

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.