Cinco perguntas para...Susanna Oddi

Dona da loja Saia Folgada, para manequins acima de 44

Diana Dantas, O Estado de S.Paulo

09 de junho de 2010 | 00h00

1. Como surgiu a ideia de abrir uma loja para manequins acima de 44? Quando parei de fumar, engordei e percebi que era difícil encontrar peças acima desse tamanho, que nem é tão grande assim. Como já queria abrir uma loja, pensei no que faltava em São Paulo e vi que não existia nada para pessoas de sobrepeso, que não fosse muito feio ou clássico demais.

2. Por que você acha que existe essa dificuldade de encontrar roupas acima dessa numeração? Há um certo preconceito, porque tem muita gente com uma medida maior. As confecções diminuíram os tamanhos, talvez, também por uma questão de custo, afinal, é preciso mais tecido. Hoje, o GG é 44.

3. Quais outros problemas essas pessoas encontram no cotidiano em São Paulo?

Os que vestem de 44 a 48, nenhum, mas aqueles que são obesos encontram dificuldades. Principalmente em assentos, como no cinema ou no ônibus.

4. Ainda há preconceito? Bastante. As pessoas têm até dificuldade de encontrar beleza numa pessoa mais gordinha. As propagandas também não ajudam, porque são feitas só com pessoas magras.

5. Quais dicas você dá para mulheres de sobrepeso? Sempre tentar equilibrar a silhueta e evitar roupas largas demais ou muito apertadas. /

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.