Cinco perguntas para... Roberto Kochen, engenheiro civil e professor da USP

1.Uma falha na estrutura é a causa mais provável para o acidente?

O Estado de S.Paulo

27 de janeiro de 2012 | 03h02

Uma construção nova está nas condições máximas de segurança. O normal é fazer inspeções periódicas para manter essas condições. Se isso é feito, a estrutura dura 50, 100 anos. Aqui no Brasil, há pouca ênfase na manutenção. Há ênfase na construção. Alguns desses prédios vão tendo degradação com o tempo, abrindo fissuras, enferrujando as armaduras de aço. E as condições de segurança pioram.

2.De quanto em quanto tempo é preciso fazer inspeções de manutenção? De ano em ano. Se tiver algum problema, é possível corrigir logo e o reparo é mais simples e mais barato.

3.Falha causada pelas obras que estavam sendo feitas no prédio pode ter sido a causa? Muitas vezes, essas obras não são feitas por engenheiros, empresas qualificadas, pessoas com preparo técnico. Às vezes, uma pessoa retira uma viga ou um pilar e afeta a estrutura do prédio todo. Ouvi no rádio sobre uma suspeita de infiltração. Se ela aconteceu, pode degradar o concreto, correr até a armadura de aço e causar um colapso como aquele, sim.

4.Há diferença se esse dano à estrutura ocorreu em um andar mais alto - como o 9º - ou no 3º?

Não. O risco sempre existe, independentemente do andar. Cai uma laje sobre a laje de baixo e a carga que ela sustenta dobra de peso. Então cai novamente, Mas é difícil descrever isso sem uma análise estrutural do lugar.

5.Que estruturas precisam ser afetadas para um prédio cair? Os prédios têm vigas horizontais sustentando as lajes e os pilares sustentando esse conjunto. Alguns edifícios ainda têm paredes estruturais. Esse conjunto todo não pode ser danificado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.