Cinco perguntas para...

José Roberto Iampolsky

/JULIANA DEODORO, O Estado de S.Paulo

22 de agosto de 2012 | 03h02

1. A taxa de inadimplência em condomínios está mais alta? Por quê?

Existe uma tendência no aumento e são vários fatores que contribuem para isso. Podemos citar, por exemplo, a redução da multa por atraso de 20% para apenas 2%.

2. Quais medidas o condomínio pode tomar contra moradores inadimplentes?

Recomendamos aos síndicos que conheçam os inadimplentes e que façam uma campanha de recuperação de créditos no próprio condomínio.

3.Quais medidas os condomínios não podem tomar?

São proibidas as medidas restritivas, como proibir o uso da piscina, quadra, áreas comuns, desligar o botão do elevador no andar do inadimplente, enfim, tudo que possa trazer uma situação de cobrança caracterizada como vexatória.

4. Como o morador deve agir quando não consegue pagar o condomínio?

Deve procurar rapidamente o síndico e a administradora. É importante também manter canal de comunicação aberto, evitando passar uma imagem que está fugindo da cobrança.

5.Como o condomínio pode prevenir a inadimplência?

Mantendo um canal direto de negociação com os condôminos. A transparência nas despesas pode mostrar que se todos pagarem em dia, o custo será menor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.