Cinco perguntas para...

Leonardo Elói

Márcio Pinho, O Estado de S.Paulo

06 Julho 2011 | 00h00

IDEALIZADOR DO MOVIMENTO CORRENTE DO BEM NO BRASIL

1. O que é o movimento Corrente do Bem?

É um movimento que surgiu na Austrália, inspirado na obra Pay it Forward, de Catherine Ryan Hyde, com a proposta de disseminar uma nova cultura com base em práticas cotidianas de gentileza. A ideia central é mostrar que boas ações são simples, como empurrar um carro e levar lanche para o seu setor no trabalho.

2. Onde essa iniciativa está presente hoje?

No mundo inteiro. Nos Estados Unidos, Canadá, Nova Zelândia, África do Sul, etc.

3.Por que você decidiu participar?

Fiquei sensibilizado pelo filme A Corrente do Bem. Sempre acreditei que o ser humano, em sua essência, é bom e só precisa de inspiração para colocar em prática ações que tornem tangível essa bondade.

4. O que isso mudou na sua rotina?

Passei a criar novos hábitos. Presto mais atenção no próximo, na felicidade das pessoas. Descobri até que a felicidade do próximo influencia muito a minha.

5. Como é a adesão das pessoas à proposta do grupo?

Excelente. E essa rápida aceitação nos surpreendeu. O brasileiro é solidário por natureza; um povo acostumado a se mobilizar em catástrofes. Esse povo solidário foi conquistado justamente pela simplicidade das ações propostas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.