Cinco perguntas para...

Cinco perguntas para...Esther Stiller

Ana Bizzotto, O Estado de S.Paulo

28 de julho de 2010 | 00h00

Arquiteta e presidente da Associação Brasileira de Arquitetos de Iluminação (AsBAI)

1.Como você define a tecnologia LED (Light Emitting Diode), tema do fórum da AsBAI nos dias 26 e 27 de agosto?

É uma tecnologia que vem revolucionar a iluminação artificial. A luz de LED é alimentada por energia elétrica, mas gerada de forma eletrônica.

2. Quais as vantagens do LED sobre a lâmpada convencional?

A luz de LED permite infinita variação de formas. Em maior escala, pode produzir luminárias com mais beleza, delicadeza e sofisticação para a iluminação pública.

3. Quais os principais desafios para popularizar o LED?

O custo é grande, seu funcionamento gera muito calor e ainda gasta mais energia que a lâmpada convencional, mas já tem mais que o dobro de vida útil e a eficácia energética vai aumentar. A perspectiva é que o custo diminua e a tecnologia se popularize em até oito anos.

4. Como avalia a iluminação de São Paulo?

Não há vontade pública e planejamento integrado para definir qualidade da iluminação nos espaços urbanos. Na maioria dos casos, a preocupação é segurança e baixo custo operacional. A luz muitas vezes é ofuscante, deficiente e monótona.

5. Quais são os bons e os maus exemplos?

O bom exemplo é a Oscar Freire e o mau exemplo é a Avenida Paulista, onde a luz da via invade os prédios.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.