Google Street View/Reprodução
Google Street View/Reprodução

Cinco guardas são presos por tráfico de drogas em Ibiúna

Entre os detidos pela Polícia Militar em operação do Ministério Público Estadual de São Paulo está um agente que ocupava posto de comando

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

18 de outubro de 2016 | 15h10

SOROCABA - Uma operação do Ministério Público Estadual de São Paulo (MPE-SP) prendeu cinco guardas civis municipais por suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas, na noite desta segunda-feira, 17, em Ibiúna, no interior paulista. Entre os presos está um agente que ocupava posto de comando na Guarda Civil da cidade. Os suspeitos foram detidos pela Polícia Militar e levados para a sede do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MP em Sorocaba. 

A PM cumpriu três mandados de prisão preventiva e dois de prisão temporária contra os agentes de segurança do município. Os guardas foram detidos durante a troca do turno da noite, e alguns estavam de uniforme, em seus postos de trabalho. Outros receberam voz de prisão já em casa. 

Os detidos passaram a noite na Cadeia Pública de Pilar do Sul e foram transferidos, nesta terça-feira, 18, para o Centro de Detenção Provisória de Sorocaba. 

Os guardas são suspeitos de acobertar a ação de traficantes e participar diretamente do tráfico na cidade. Eles também são acusados de abuso de poder. O Gaeco informou que as investigações ainda estão em curso.

A prefeitura de Ibiúna informou, em nota, que ainda não teve acesso à investigação, mas que vai acompanhar as apurações e adotar as medidas administrativas em caso de confirmação de qualquer ato ilícito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.