Cinco ficam feridos em tentativa de assalto no litoral paulista

Bando invadiu casa e atirou quando soube que um dos reféns era PM; um suspeito morreu e dois foram presos

Priscila Trindade, Central de Notícias

05 de outubro de 2009 | 15h55

Cinco pessoas foram baleadas durante uma tentativa de assalto a uma residência em Itanhaém, na Baixada Santista, no sábado. Entre os feridos estão um Polícia Militar de São Paulo e uma menina de 11 anos. De acordo com o comandante do 29.º Batalhão da PM (BPM), Pedro Akuí, quatro homens invadiram uma casa, por volta das 20h30, e renderam 18 pessoas, sendo dez adultos e oito crianças. Eles estavam reunidos para participarem de um batizado no dia seguinte.

 

Os homens foram obrigados a ficarem deitados no chão da sala enquanto as mulheres e as crianças ficaram sentadas no sofá. Os assaltantes revistaram o local em busca de objetos valiosos e dinheiro, mas em um dos quartos eles encontraram a arma do PM e um documento confirmando que ele era sargento. Nesse momento o quarteto realizou diversos disparos, ferindo o policial e outras quatro pessoas.

 

A garota de 11 anos foi atingida na região da cabeça e o PM foi baleado no tórax e na virilha. Eles foram encaminhados para a Santa Casa de Santos. Até às 15h32 desta segunda-feira, 5, a menina continuava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) à base de sedativos. Já o estado de saúde do PM é considerado bom. Ele está consciente e passa bem.

 

Quando os assaltantes tentaram fugir da casa, uma das vítimas pegou uma faca e lutou com um deles, que foi ferido e morreu no local. Os outros três conseguiram fugiram, mas dois foram detidos nas proximidades da casa após a PM ter sido acionada pelo 190. Entre os presos está um menor de idade. O assaltante que está foragido já foi identificado pela polícia.

 

Segundo Pedro Akuí, o PM é amigo do dono da casa e estava de folga no dia do ocorrido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.