Cinco feridos em desabamento da zona leste de SP permanecem internados

Acidente, ocorrido na manhã de terça-feira em construção de São Mateus, deixou nove mortos

Monica Reolom e Luciano Bottini Filho, O Estado de S. Paulo - Atualizado às 13h40 do dia 29/08

28 de agosto de 2013 | 12h01

SÃO PAULO - Dos 26 feridos no desabamento de um prédio em São Mateus, na zona leste de São Paulo, nessa terça-feira, 27, cinco ainda permanecem internados em dois hospitais da região nesta quarta-feira, 28. O acidente ocorreu por volta das 8h30 e nove mortos haviam sido encontrados até a manhã desta quinta-feira, 29.

De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde, uma vítima segue internada no Hospital São Mateus. Ela passou por cirurgia na terça-feira e seu quadro é estável.

Os demais feridos seguem internados no Hospital Santa Marcelina, em Itaquera, que concentra os casos mais graves. A unidade divulgou o último boletim às 13h. A lista inclui os seguintes pacientes:

Ralisson Teixeira Silva, de 22 anos, está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em estado grave. O paciente deu entrada em quadro crítico. Com múltiplas fraturas, passou por procedimento cirúrgico e teve o pé esquerdo amputado. Ele respira sem ajuda de aparelhos e, segundo a assessoria de imprensa do hospital, evolui bem ao tratamento.

Francisco Diego Borges Vasconcelos, de 21 anos, está em estado estável. Ele teve múltiplas fraturas de crânio e de face, sem indicação cirúrgica no momento, e segue em observação neurológica. Não há previsão de alta.

Antônio Nilson Teixeira, de 31 anos, passou por cirurgia por causa de uma fratura exposta de tíbia (perna) e outra fratura de coluna. Ele também não tem previsão de alta.

Rubens Antônio de Oliveira, de 44 anos, está em estado estável, mas sem previsão para liberação. O paciente sofreu fratura no tornozelo e foi submetido a cirurgia na manhã desta quinta-feira. Sem previsão de alta.

Tudo o que sabemos sobre:
desabamentoSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.