Cinco corpos são encontrados pela polícia em Embu das Artes

Achados em duas avenidas diferentes da cidade, eless estavam enrolados em panos e tinham marcas de enforcamento ou espancamento; parte deles tinha traços asiáticos

André Cabette Fábio, O Estado de S. Paulo - Atualizado às 16h43

14 Março 2013 | 08h02

SÃO PAULO - Cinco corpos com sinais de tortura foram encontrados na madrugada desta quinta-feira, 14, em Embu das Artes, na Grande São Paulo. Os três primeiros foram achados na Avenida Veredas, próximo ao Rodoanel às 4h da madrugada, numa ronda da Guarda Civil Metropolitana. Os demais tiveram a localização apontada à polícia por uma pessoa que estava no primeiro endereço.

Segundo o setor de investigação da delegacia de Embu das Artes, os cadáveres estavam enrolados em panos, não portavam documentos e apresentavam sinais de espancamento.

Vendo a movimentação da polícia, um popular que estava no local avisou sobre mais dois outros corpos na Avenida Rotary, nas proximidades. Também enrolados em panos, os cadáveres estavam em estado mais avançado de putrefação, com os rostos deformados em função do tempo. Eles aparentavam ter sido enforcados com uma corda e um fio elétrico presentes em seus pescoços.

A polícia acredita que os dois casos estão interligados. Os cadáveres foram enviados ao Instituto Médico Legal (IML), que deve analisar a causa e a data aproximada das mortes. Segundo a polícia, os cinco certamente não foram mortos nos locais em que foram encontrados. O delegado titular da delegacia de Embu das Artes, Pedro Forli, está cuidando do caso juntamente do setor de homicídios da seccional de Taboão da Serra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.