Cinco capitais têm greve de metrô; SP faz assembleia

O Sindicato dos Metroviários marcou para hoje uma assembleia para discutir a proposta de reajuste salarial do Metrô para o ano de 2012. Mas são poucas as chances de a reunião terminar com o início de uma greve.

O Estado de S.Paulo

16 de maio de 2012 | 03h02

A reunião ocorre em meio a tensões entre metroviários e governos em cinco capitais (Belo Horizonte, Maceió, João Pessoa, Natal e Recife). Ontem, essas cinco cidades enfrentaram paralisações de operações porque o governo federal decidiu não dar reajuste salarial neste ano para os funcionários da Companhia Brasileira de Transportes Urbanos (CBTU). A CBTU afirma que repassa as verbas que o governo libera para as categorias.

A greve dos metroviários continuará por tempo indeterminado. Os sindicatos afirmaram que assembleias acontecem todos os dias para avaliar a gravidade das paralisações em todo o País. / B.R. e GHEISA LESSA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.