Cidades do ABC e do interior já racionam água

Sete cidades do interior e duas do ABC paulista estão oficialmente racionando água. Em Marília, a prefeitura decretou estado de emergência no abastecimento no dia 19 de dezembro e a situação ainda não se normalizou. Em Pereiras, moradores estão recebendo água com excesso de flúor, imprópria para consumo, de três poços artesianos. O abastecimento segue um rodízio, assim como em Vinhedo.

O Estado de S.Paulo

07 Fevereiro 2014 | 02h03

Valinhos decretou estado de emergência e começa hoje racionamento de 18h por dia em duas áreas da cidade. Em Itu e Serrana, o fornecimento está suspenso à noite e na madrugada. São Pedro decidiu parar o abastecimento das 13h às 17h.

Em Diadema, a prefeitura está racionando água em bairros selecionados, em um esquema de rodízio. O fornecimento para São Caetano do Sul foi reduzido em 20% a partir da zero hora de ontem.

O Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí, que representa empresas de abastecimento e prefeituras de 43 municípios, decidiu ontem cadastrar poços particulares. O grupo defendeu que as prefeituras podem usar água dos poços para garantir o abastecimento público de água. / DIEGO ZANCHETTA, JOSÉ MARIA TOMAZELA, RICARDO BRANDT e CHICO SIQUEIRA e RENE MOREIRA, ESPECIAIS PARA ESTADO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.