Marcelo Camargo/ Agência Brasil
Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Cidade de SP tem madrugada gelada e temperatura chega a 1ºC na zona sul; frio continua até quinta

Capital paulista registra 8ºC no início da manhã, de acordo com a Climatempo, e entre as capitais fica atrás somente de Campo Grande, com 6°C

Isabela Moya, especial para o Estadão

13 de junho de 2022 | 07h56

A cidade de São Paulo teve uma madrugada fria nesta segunda-feira, 13, com os termômetros alcançando 1ºC em Engenheiro Marsilac e 2°C em Capela do Socorro, ambos na extrema zona sul, de acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE), órgão da Prefeitura. São Mateus, na zona leste, registrou 4ºC e, Perus, na zona noroeste, 5ºC.

A média na capital paulista às 6h era de 6°C e a máxima não deve ultrapassar 16ºC durante o dia. Não há previsão de chuva. Na região metropolitana, Santana de Parnaíba chegou a 4ºC e Mauá, 5ºC.

Entre as capitais brasileiras, São Paulo tem a segunda menor temperatura às 7h30, 8°C, ficando atrás apenas de Campo Grande,com 6ºC, segundo a Climatempo. Enquanto isso, capitais do Sul, como Porto Alegre e Florianópolis, marcam 10ºC.

Devido às baixas temperaturas, governo paulista decidiu reabrir a estação Pedro II do Metrô, na Linha 3-Vermelha, para abrigar pessoas em situação de rua desde sábado. Na última noite, 21 pessoas foram acolhidas no local, sendo 18 homens e três mulheres.

O acolhimento está previsto para acontecer, à princípio, até esta segunda-feira, começando às 19h e se estendendo até as 8h do dia seguinte, com distribuição de colchões, cobertores, kits de higiene e refeições. Na manhã seguinte, os abrigados são encaminhados à unidade 25 de março do Bom Prato para o café da manhã.

Previsão para a semana

Ainda conforme o CGE, a madrugada de terça-feira ainda será gelada, e os termômetros devem registrar em média 10°C, mas os ventos de Sudeste potencializam a sensação de frio. O sol vai predominar ao longo do dia, mas as temperaturas máximas não devem passar dos 16°C.

O ar frio polar só começa a perder força a partir da próxima quinta-feira, quando há gradativa diminuição da sensação de frio. No início da  próxima semana, a sensação gelada deve voltar. O extremo sul da capital mais segue sendo a região de frio mais intenso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.