Paulo Pinto/AE-1/2/2011
Paulo Pinto/AE-1/2/2011

Cidade Limpa: R$ 2,5 mi de multas em uma semana

A criação de um grupo especializado em fiscalizar quem descumpre a Lei Cidade Limpa fez o número de multas por anúncios e fachadas irregulares em São Paulo crescer 13 vezes. A "tropa de choque" começou a atuar no dia 9 e, desde então, distribuiu 259 autuações, que renderam cerca de R$ 2,5 milhões aos cofres públicos. A média entre janeiro de 2007, mês em que a lei entrou em vigor, e dezembro de 2010 é de 19 multas e R$ 540 mil de arrecadação por semana.

Tiago Dantas, O Estado de S.Paulo

17 Fevereiro 2011 | 00h00

A Prefeitura deve organizar uma blitz por dia na semana que vem, segundo o coordenador do grupo de fiscalização da Lei Cidade Limpa, José Rubens Domingues Filho. "Estamos percorrendo a cidade, tirando fotos e fazendo anotações."

Anteontem, uma jovem de 19 anos que se apresentava como "vidente do amor" foi multada em R$ 40 mil por colocar faixas em postes do Itaim-Bibi e da Santo Amaro, na zona sul. Até o dia 31, equipes haviam tirado 15.154 placas como essas da cidade.

Desde semana passada, o estabelecimento que recebeu mais multas foi o posto Sunset, na esquinas da Ruas Pereira Leite e Heitor Penteado, na zona oeste.

2 PERGUNTAS PARA...

José Rubens Domingues Filho

COORDENADOR DE GRUPO DE FISCALIZAÇÃO DA LEI CIDADE LIMPA

1. O que chama mais sua atenção?

Em salas comerciais divididas por mais de um comerciante, cada um quer sua placa, extrapolando o tamanho permitido. Em alguns postos, há várias faixas.

2.Por que há mais multas agora?

São Paulo é uma cidade muito diversa. Do comércio formal, quase 90% cumprem a lei. Mas, onde há mais concorrência no comércio, há mais infrações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.