Cidade inteira de São Paulo entra em estado de atenção para alagamentos

Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas encerrou o alerta às 14h50

Redação - O Estado de S.Paulo

Você pode ler 3 matérias grátis no mês

ou Assinar por R$ 0,99

Você pode ler 3 matérias grátis no mês

ou Assinar por R$ 0,99

Toda a cidade de São Paulo entrou em estado de atenção para alagamentos, devido à forte chuva que começou na manhã deste domingo, 25. Bela Vista, na região central, e Butantã, na zona oeste, registraram granizo. O Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas da Prefeitura (CGE) emitiu o alerta às 11h28, mas o encerrou às 14h50, quando a intensidade da chuva já havia reduzido.

Segundo dados da rede meteorológica da Prefeitura de São Paulo, as chuvas mais significativas ficaram concentradas nas regiões de Butantã, Centro, Ipiranga, Vila Prudente e Mooca. Houve quatro pontos de alagamento, intransitáveis para veículos, mas após as 15h05 todos ficaram inativos.

As áreas afetadas por alagamento foram: na Praça das Bandeiras, na ; na Avenida Vinte e Três de Maio, na Vila Mariana; e na rua Presidente Batista Pereira e na Radial Leste, ambas na Mooca.

São Paulo havia registrado quatro pontos de alagamento até a tarde deste domingo, 25. Foto: Alex Silva/ Estadão

De acordo com o CGE, as áreas de instabilidade na zona sul formaram uma linha que se propagou para o norte. A ocorrência de raios e rajadas de vento elevou o potencial de alagamentos. O tempo segue instável e ainda há condições para pancadas de chuva, principalmente entre o final da tarde e o início da noite.

A instituição recomenda que, em caso de alagamento, as pessoas evitem transitar em ruas com água acumulada, jamais tentem enfrentar correntezas e permaneçam em local seguro, como casas e prédios, longe da rede elétrica. Árvores não devem ser usadas como abrigo.

Tudo o que sabemos sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato