Sérgio Castro|Estadão
Sérgio Castro|Estadão

Cidade com mais casos no país, Bauru confirma 17 mortes e 15 mil doentes por dengue

Dengue avança também em cidades do litoral norte do Estado de São Paulo; em Caraguatatuba, a situação é de epidemia, com 768 casos confirmados e três mortes

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

02 de maio de 2019 | 14h50

SOROCABA - A Secretaria de Saúde de Bauru, interior de São Paulo, confirmou nesta quinta-feira, 2, mais cinco mortes por dengue, elevando para 17 o número de óbitos pela doença este ano.

O número de pessoas doentes teve um acréscimo de 1.395 novos pacientes em relação ao boletim anterior, totalizando 15.046 casos positivos. A cidade de 364 mil habitantes, que está em emergência devido à doença, lidera o ranking nacional de casos de dengue este ano, segundo o Ministério da Saúde.

Há ainda ao menos três óbitos em investigação, à espera do resultado de exames feitos no Instituto Adolfo Lutz. Desde a terça-feira, 30, a aplicação de inseticidas nas ruas, conhecida como 'fumacê', está suspensa devido à falta do produto. O Ministério da Saúde informou que o fabricante precisou recolher que apresentaram problemas, causando desabastecimento momentâneo em todo o país. A pasta garantiu que o fornecimento está em vias de ser normalizado. O inseticida é aplicado contra os insetos adultos. Os mutirões de controle de criadouros nas casas e em lugares públicos está sendo mantido. 

LITORAL - A dengue avança também em cidades do litoral norte do Estado de São Paulo. Em Caraguatatuba, a situação é de epidemia, com 768 casos confirmados e três mortes. A prefeitura montou um posto de atendimento em uma carreta móvel, que está percorrendo as regiões com maior incidência de casos. O atendimento é 24 horas. A retirada de entulhos em áreas públicas e particulares foi aumentada.

Em São Sebastião, foram contabilizados 192 casos positivos, mas a situação ainda não é de epidemia. Nesta quarta-feira, 1.º, mesmo com o feriado do Dia do Trabalhador, agentes de controle de endemias percorreram as casas nos bairros Topolândia e Baraqueçaba para retirar criadouros do mosquito. A cidade de Ubatuba, na mesma região, tem 207 casos confirmados. A Vigilância em Saúde confirmou a circulação do sorotipo 2 do vírus no município. Em Ilhabela, foram confirmados 61 casos. A Secretaria de Saúde iniciou a contagem de larvas para medir os níveis de infestação em bairros da cidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.