Cidade bate recorde de calor: 36,1°C

Foi o dia mais quente já registrado em um mês de outubro desde o início das medições, em 1943; índices surpreendem meteorologistas

JULIANA DEODORO, O Estado de S.Paulo

31 Outubro 2012 | 02h04

Com 36,1ºC, São Paulo registrou na tarde de ontem a maior temperatura dos últimos 13 anos, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Também foi o maior índice do mês de outubro desde que as medições começaram a ser feitas no Mirante de Santana, em 1943, e a quarta maior temperatura de todos os tempos na capital - as três primeiras aconteceram em janeiro de 1999, quando termômetros marcaram 37°C.

Apesar de altas temperaturas serem esperadas no mês de outubro, esses índices surpreenderam os meteorologistas. "É um valor extraordinário, fora do normal", afirma Marcelo Schneider, do Inmet. O mês se caracteriza pelo início do aumento do calor e por ainda não ter muitas chuvas - o que diminuiria a sensação térmica. "Todo ano, podemos esperar que em outubro se marque pelo menos 32,4ºC, uma média maior do que janeiro e fevereiro", completa o meteorologista.

Schneider explica que uma massa de ar que estava no centro do País havia praticamente uma semana ganhou força e impediu que a umidade chegasse ao Estado. Ontem, o Inmet registrou umidade relativa do ar de 25% na capital, que entrou em estado de atenção. Chuvas esparsas foram registradas nas zonas sul e leste.

Ainda de acordo com o meteorologista, o maior desconforto por causa do calor não aconteceu no horário de pico, mas durante a madrugada de anteontem para ontem. "Como as casas e edifícios passaram o dia acumulando calor, o problema vem de madrugada. (Hoje) Deve ser uma das piores noites do ano." Às 20h de ontem, o Aeroporto de Congonhas, na zona sul, marcava 31°C. No Campo de Marte, zona norte, a temperatura era de 29°C.

Hoje a situação deve melhorar durante o dia. A previsão é de máxima de 33°C e mínima de 21°C. A sensação de abafamento segue até o meio-dia e a chuvas devem chegar mais cedo, logo depois do horário de almoço.

Interior. No interior do Estado, o calor foi ainda mais intenso. De acordo com o Climatempo, Valparaíso foi a cidade que teve a maior temperatura, com 41,3ºC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.