Cidade americana proíbe andar de bicicleta em ruas do centro

Prefeitura de Black Hawk estabeleceu multa de US$ 68 para quem desobedecer a lei, contestada por ONGs

Salomon Banda, O Estado de S.Paulo

20 de junho de 2010 | 00h00

Com cerca de cem habitantes, a cidade de Black Hawk, no Colorado, proibiu o uso de bicicleta. É o único governo municipal dos Estados Unidos a adotar uma restrição desse tipo. A medida aplica-se às ruas centrais da cidade, e não às poucas vias residenciais.

Grupos que defendem o uso da bicicleta pretendem contestar a lei, considerada por eles ilegal. "O perigo neste caso é o precedente", declarou Dan Grunig, do grupo Bicycle Colorado. "Não consideramos a medida nem correta nem legal, e pretendemos resolver isso antes que o assunto se propague."

No entanto, a prefeitura já começou a aplicar a norma e expediu multas de US$ 68 (R$ 121). O gerente da cidade (funcionário responsável por garantir a funcionalidade do município), Michael Copp - que diz não ser um aficionado por bicicleta -, conta que oito citações já foram expedidas. "Neste momento, o conselho municipal não tem nenhuma intenção de anular a proibição."

No ano passado, o governo federal destinou US$ 1,2 bilhão para ajudar as comunidades a incentivarem o uso da caminhada e da bicicleta. Um relatório encomendado pelo Congresso aponta que 11,9% das viagens no país são feitas a pé ou de bicicleta, um aumento em relação aos 7,9% de dois anos atrás.

Charles Zegeer, diretor do Centro de Informação sobre Transporte Pedestre e por Bicicleta do Departamento dos Transportes na Universidade da Carolina do Norte, disse que as comunidades preocupadas com segurança oferecem rotas alternativas. As cidades na Europa, por exemplo, já fizeram essas acomodações, disse. "É uma questão de prioridade."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.