CLAYTON DE SOUZA/ESTADAO
CLAYTON DE SOUZA/ESTADAO

Ciclovia da Paulista já ganha adeptos mesmo antes de inauguração

Trajeto terá 4 km, entre Rua da Consolação e Praça Osvaldo Cruz

Rafael Italiani, O Estado de s. Paulo

24 Junho 2015 | 03h00

SÃO PAULO - Faltam quatro dias para a inauguração da ciclovia da Avenida Paulista, mas ciclistas já aproveitavam nesta terça-feira, 23, as faixas exclusivas para pedalar ao longo da via, cujo trajeto será de 4 km, entre a Rua da Consolação e a Praça Osvaldo Cruz. 

A retirada dos tapumes da obra já é uma inauguração “não oficial” para os ciclistas, que consideram o equipamento um marco para a capital. “Vai ligar a cidade inteira, será uma bandeira, uma amostra de que São Paulo está mais voltada para as pessoas”, disse o designer Cesar Ramos, de 39 anos. 

Ele usa a bicicleta como meio de transporte entre sua casa, na Bela Vista, região central, e a Rua Oscar Freire, nos Jardins. “Demoro 20 minutos. Já pensei em ter carro, até perceber como a vida é mais feliz e saudável pedalando”, afirmou o designer, que pedala há cinco anos. 

Ramos evitava a Paulista por medo dos veículos. Durante a entrevista, no cruzamento com a Rua Pamplona, ciclistas que passavam por ele tocavam as campainhas usadas como buzina. “Viu? Os ciclistas se amam. Você não vê motoristas fazendo saudações uns para os outros. Eles só se xingam.” 

A jornalista Bárbara Calache, de 25 anos, também mora na Bela Vista e trabalha em uma agência na esquina na Avenida Paulista com a Rua Frei Caneca. Quando a reportagem a encontrou, na condição de pedestre, ela fotografava o movimento dos ciclistas. “Não ando, mas estou pensando seriamente em ir trabalhar de bicicleta. Está mais seguro. Não pedalo por medo.”

Na opinião de Willian Cruz, cicloativista do site Vá de Bike, a cidade vai ficar mais cordial. “Exercita a convivência. Essa ciclovia é um marco, porque está no cartão-postal da maior cidade do País.”

A inauguração oficial da ciclovia será no domingo, com fechamento total da avenida.

Mais conteúdo sobre:
ciclovias Avenida Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.