Chuvas obrigam mais de 23 mil a deixar suas casas em SP

Número inclui casos registrados desde 1º de dezembro; 64 pessoas já morreram por causa dos temporais

Priscila Trindade, Central de Notícias

27 Janeiro 2010 | 14h38

A Defesa Civil estadual informou que mais de 23 mil pessoas foram obrigadas a sair de suas casa em São Paulo, desde 1º de dezembro do ano passado, em razão das chuvas. O número de mortos por causa dos temporais e alagamentos chegaram a 64. Duas pessoas estão desaparecidas no interior.

 

Veja também:

linkApós enchente, moradores bloqueiam via na zona norte de SP

linkSobe para 900 total de famílias afetadas por chuvas em Atibaia

linkDeslizamento atinge casas na região metropolitana de SP

linkRepresas do Sistema Cantareira transbordam e ameaçam 12 cidades

 

Balanço divulgado pelo órgão nesta quarta-feira, 27, aponta que 134 municípios foram atingidos pelo mau tempo desde o início do ano. Pelo menos 18.678 pessoas foram desalojados e outras 9.362, desabrigadas.

 

As 27 cidades em situação de emergência são Atibaia, Bofete, Bom Jesus dos Perdões, Caieiras, Caiuá, Capivari, Chavantes, Franco da Rocha, Getulina, Guararema, Inúbia Paulista, Lucélia, Lourdes, Manduri, Mineiros do Tietê, Mirassol, Osasco, Oscar Bressane, Pardinho, Pracinha, Presidente Venceslau, São José do Rio Preto, São Lourenço da Serra, Santo André, Santo Antônio do Pinhal, Sumaré e Itapevi. Cunha e São Luis do Paraitinga estão em estado de calamidade pública.

Mais conteúdo sobre:
chuvas em SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.